quinta-feira, 12 de junho de 2014

Diário de Bordo: Vampire Bloodlines

Mais uma parte do Diário de Bordo de Vampire, fazia tempo que não postava nada do jogo, por causa da E3 e tudo mais ( falarei do que achei mais interessante na E3 mais pra frente). Mesmo não tendo postado anda, joguei bastante e acredito já estar na parte final do jogo, então vamo que vamo!



A Batalha contra o Tzimisce foi bem chata, com ele se teleportando de um lugar para outro enquanto inimigos bípedes vinham encher o saco. Depois da vitória um caminho secreto para os esgotos se abriu, era hora de ver os Nosferatu!




Ou quase, talvez essa seja a parte mais longa do jogo, com 5 niveis nos esgotos, cada um deles recheados de inimigos e pequenos puzzles, mas nada que uma policial malkavian não pudesse lidar.









Depois de muito andar, e de ficar um pouco perdido nos esgotos, finalmente cheguei aos Nosferatu. Notei que o chefe deles era um tanto maluco ( será que bebeu muito sangue malkavian?). Era hora de pegar o Sarcófago de volta! Bem, quase, chegando lá descubro que infelizmente os Nosferatu não o possuem, mas sabem onde está... Chinatown, a joia do Oriente, terra dos Kuei-Jin. Um dos informantes estava por lá, atrás do sarcófago, mas aparentante estava desaparecido. Hora de seguir viagem!





Antes de ir atrás do feioso, parei para fazer algumas side quests e ganhar um pouco de XP. Uma das missões era matar um Hengeyokai junto com a ajuda de uma bela caçadora, que te xinga o tempo todo mas no fundo acho que na verdade gosta de você. E a outra era pegar olhos ( Uchihas...) que viram a morte, o mal etc, etc. Filosofia do Oriente.


Finalmente fui fazer visita aos Kue-Jin, o que me levou numa chain quests onde salvei filha de mafiosos, armazéns cheio de mafiosos, e um prédio inteiro de mafiosos. A última parte finalmente me levaria até o Nosferatu, o grande prédio Fu Sindicate.


Lá dentro, descubro que o cara ta fazendo experiencias sobre o mito do vampiro, e a parte mais engraçada foi dar um peteleco no  carinha que só segurava uma cruz para ver se esse mito era verdadeiro. Depois de descer o sarrafo em todo mundo, finalmente achei o Nosferatu, e com ela, a informação de que o sarcófago estava com os Giovanni. Ih....






Mas antes de partir para essa derradeira missão, fui dar umas voltas por L.A para ver o que faltava a ser feito. Tinha vários itens no inventário e algumas serviam para uma pequena side quest para conseguir posters das belas de L.A, só está faltando um poster.




Para ir até uma mansão perigosa precisaria de armas poderosas, e para armas poderosas precisaria de dinheiro, então fui até minha sócia, que deve ter bugado ou algo do tipo, pois toda vez que falei com ela, ela me dava $250!!! Muito bom, agora que estava armado e preparado era hora da missão!!!



Chegando lá vi essa mulher, que me lembrou a fantasma da casa assombrada.



Para entrar na mansão precisaria dos convites, achei que ninguém veria a pequena luta que fiz pelo cartão, mas falhei e foi tiro pra todo lado. Depois de entrar na mansão, fui descendo, e descendo, e descendo até finalmente... O sarcófago! Mas ai não seria tão fácil, e tive uma revelação reveladora!!!




depois da luta, missão cumprida era hora de voltar para LaCroix e ver sua cara de felicidade!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contador