terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

Fica Constantine!

Eu sei que a série já acabou já faz uns dias, mas só agora tive tempo de comentar sobre ela. E é bom que mantêm a chama da série acesa. Além de ter tido tempo para formar minha opinião de tudo que assisti e li sobre o futuro da série.

Lembrando que exponho aqui a apenas minha opinião total e pessoal de mim mesmo. Sinta livre para discordar ou ate mesmo concordar com ela.




Pelo título já notou que sou a favor de que a série continue. No começo confesso que demorei para ir com a cara da série, esperava que não fosse meramente do jeito Supernatural de ser. E para meu pavor os três ou quatro primeiros episódios comprovaram meu medo. Era tudo meio arrastado e sem um norte. Colocava apenas John Constantine resolvendo o mistério da semana. Mas tive fé e segui em frente. Foi aí que a coisa mudou. Para melhor. E muito! A série conseguiu ter sua própria personalidade e algumas situações me lembravam muito a HQ. O medo de não ver John fumando caiu por terra. Personagens secundários que torci o nariz no começo provavam seu valor. E o enredo da série sutilmente apontava para um caminho.Episódios provaram que a série pode várias pegadas diferentes, contando histórias de diferentes formas.
Por exemplo o episódio chamado Quid Pro Quo. É um episódio de pouquissima ação e bastante filosófico, o que não deixa de ser um dos melhores da temporada ( é particularmente o meu favorito). Ver sobre realidades paralelas me fez acreditar que quem sabe futuramente o Reino das Fadas apareça e um tal de Tim Hunter dê as caras. Sonhar não custa nada!
A season finale também foi bacana e deixou mais perguntas no ar. E a principal delas é: Será que vai ter outra temporada.

Sobre esse vai e vem da série ser ou não cancelada, me dá a impressão de ser mais implicância da NBC com a série. Sabe-se que ela é um canal de TV aberta nos EUA, e ter uma série com um personagem canastrão, que fuma, bebe e ainda faz umas magia muito loca não seja bem o que o canal queria. A ideia que passa é que nessa onda de heróis, ela viu que Hellblazer tem uma gama de fãs e pensou " Vamos ganhar dinheiro com esse tal de John Constantine", aí viu que a faixa etária que da série é muito maior para os padrões para o canal. Agora ela tem um bom produto nas mãos, mas também tem a dor de cabeça do que irá fazer com ela. Para ter problemas com processos e mães com cartazes na frente do estúdio é daqui prali. E se cancelar a série sem mais nem menos terá fãs om cartazes na porta. Situação dificil.

O que resta é torcer para que a NBC pare logo de enrolar e decida qual vai ser o destino da série. Tipo, logo umas cinco temporadas confirmadas já me deixaria feliz!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contador