domingo, 12 de março de 2017

Game Boy Review #15: Bases Loaded

A primeira vez que vi sobre Bases Loaded foi nas streams do TheMexicanRunner. E ter visto a versão de NES me deixou com o pé atrás, pois o jogo parecia ser difícil e massante. Foi um alívio ao começar o jogo e ver que a versão do portátil tinha uma aparência de um jogo menos parrudo, com personagens caricatos e um modo de jogo mais simplificado.



Eu não sou perito em baseball, mas posso dizer que é um jogo que segue bem as regras e é divertido de jogar, assim que você pega alguns macetes. Por exemplo: quando você é o pitcher ( acho que em português seria arremessador, ou lançador), há posição e direção correta para arremessar a bola com cada jogador para fazer o hitter ( rebatedor) do time adversário errar, ou seja, o jogo não é RNG, pelo menos nesse quesito, o que torna as coisas mais fáceis quando você descobre esses pequenos segredos.

De resto o jogo segue o padrão os jogos baseball, e não vou discutir aqui as regras desse jogo, pois como disse antes, não sei nada de baseball. Mas posso falar dos modos de jogo. E aqui há dois: offical e non-official game. O official game você vai enfrentando times cada vez mais experientes até se sagrar campeão, e non-official é apenas um free play para se divertir.

Nunca cheguei a cogitar que um dia iria dizer que achei legal jogar um jogo de Baseball, mas Bases Loaded tornou isso realidade!!!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contador