terça-feira, 21 de março de 2017

Game Boy Review #16: Mega Man III

Vou começar bem direto: O jogo não chega perto das versão NES.

E por que fui categórico logo de cara? Porque Megaman é uma aula de jogo plataforma, e essa versão para Game Boy aparentemente faltou a aula.

Aqui seguimos sua contraparte do console 8 bits, com os mesmos chefes, mesmas fraquezas com o
castelo do Willy no final. Mas a semelhança fica por aí mesmo. O level design das fases são completamente sem inspiração, que não lembra em nada os desafios vistos na série clássica. E a dificuldade ficar por conta das hitboxes levemente problemáticas e pulos preciso em excesso. " Ah mas isso é Megaman, frame perfect faz parte!". Sim, mas Megaman não é pautado só nisso, e aqui ocorre tanto que chega a ser frustrante, mesmo depois de decorar o que fazer na fase, você ainda deve contar com a sorte de acertar um pulo.

O que salva aqui mesmo é a trilha sonora, que eu particularmente acho superior as versões do NES, principalmente o tema do Sparkman, que é um show.

Apesar desses problemas o jogo merece ser conferido, principalmente pelos fãs do robozinho azul da Capcom.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contador